O Que é Espuma Selada?

Atualizado em

Colchões de espuma selada são os que possuem um selo atestando a qualidade de fabricação e do material utilizado. Mas quais selos realmente fazem diferença?

Lateral de um colchão de espuma selada da marca Orthocrin.

É muito normal ouvir de um vendedor de colchões que certos produtos são feitos de espuma selada. Mas com uma variedade tão grande de selos de qualidade no mercado, você precisa saber quais realmente importam.

Nesse artigo você vai conhecer os principais selos de qualidade do mercado para encontrar o colchão de espuma selada ideal para você.

O que é espuma selada?

O termo “espuma selada” é usado para colchões que possuem selos de qualidade, normalmente afixados nas laterais do produto. Esses selos, que parecem grandes etiquetas, servem para atestar que o produto passou por testes específicos antes da sua comercialização.

Selo D45 de espuma certificada

Por exemplo: quando um vendedor apresenta um colchão de espuma D45 selada, ele está te dizendo que algum instituto atestou que o produto foi realmente feito com uma espuma de densidade 45. Portanto, esse produto seria confiável.

Mas não é tão simples assim.

Quais são os principais selos de qualidade?

Qualquer marca pode adicionar um selo aos seus produtos com dizeres dizendo que a qualidade é garantida e que o material é excelente. Por isso é importante você saber quais selos que realmente significam que o produto foi atestado por uma entidade reconhecida

Selo do Inmetro

Antigamente era bastante comum comprar um colchão que dizia ser feito de espuma de uma densidade específica, mas descobrir que o produto era de qualidade inferior ao anunciado. Você comprava um colchão D33, mas era apenas uma mistura de espuma D23 e outros materiais, como madeira, EPS (isopor) e até papelão.

Para evitar essa prática, a partir de 2011 o Inmetro passou a certificar os colchões vendidos no Brasil. Com isso, a entidade passou a afixar selos de qualidade nos produtos que passaram nos seus testes. 

Colchões com o selo do Inmetro afixado, com destaque para os detalhes do selo.

O selo do Inmetro é obrigatório em todos os colchões vendidos no país. Sempre verifique se o produto que você está pensando em comprar possui esse selo, caso contrário ele está sendo comercializado ilegalmente.

Dica do editor: alguns vendedores apresentam o selo do Inmetro como se fosse um diferencial de qualidade em relação a outros produtos. Não caia nessa! Ser aprovado pelo Inmetro não é vantagem, é obrigação.

Selo Pró-Espuma

Em 1984, muito antes da certificação obrigatória do Inmetro, alguns fabricantes se uniram para criar o INER (Instituto Nacional de Estudos de Repouso), uma entidade sem fins lucrativos que procura fiscalizar e regulamentar o mercado de colchões.

Para identificar os colchões de espuma selada pela entidade, desenvolveram o Selo de Qualidade Pró-Espuma. Ele está presente em todos os produtos que foram certificados pelo INER, garantindo que o colchão passou nos testes realizados pelo instituto.

Lateral de um colchão branco, com o selo Pró-Espuma afixado.

Como as normas técnicas do INER são mais rígidas que as do Inmetro, o selo Pró-Espuma garante que os colchões testados são de qualidade superior e que a densidade da espuma informada pelo fabricante é real.

Atualmente, cinco fabricantes brasileiras são associadas ao INER:

  • Americanflex
  • Castor
  • FA Colchões
  • Luckspuma
  • Orthocrin

Além delas, a BF Colchões e Minaspuma também tem seus colchões atestados pelo instituto, como marcas licenciadas.

Dica do editor: como o INER só certifica colchões das marcas associadas, não ter um selo Pró-Espuma não necessariamente quer dizer que o colchão é de qualidade inferior.

Selos de laboratórios

Muitas marcas contratam laboratórios privados para aferir a qualidade dos seus produtos, quando não são associadas ao INER. É a forma que encontraram de denominarem seus produtos como colchões de espuma selada.

Nesse caso, é importante prestar muita atenção no selo afixado no produto e determinar qual foi a entidade responsável pela certificação. Se estiver na dúvida, procure saber mais sobre o laboratório na internet.

Técnico de laboratório de colchões agachado, observando uma máquina testando um colchão.

Outras marcas, principalmente as de grande porte como a Ortobom, criam laboratórios de testes dentro das suas fábricas para atestar seus produtos. Como esses laboratórios são diretamente ligados às empresas, esses selos não são 100% confiáveis.

Dica do editor: se um vendedor apresentar para você um colchão com um selo de qualidade que não apresenta o nome da entidade responsável pela certificação, esse selo é apenas uma decoração afixada pelo fabricante.

Selos da ABICOL

ABICOL (Associação Brasileira da Indústria de Colchões), criou um selo para as marcas que mantém boas práticas e respeitam as normas técnicas vigentes.

Selo de qualidade da ABICOL e as boas práticas recomendadas pela entidade.

Entretanto, esse selo não tem ligação direta com a qualidade dos produtos, já que a entidade não realiza testes como o Inmetro e o INER. Nesse caso, esse selo serve apenas para você saber que a fabricante é uma empresa responsável e que segue os preceitos definidos pela associação.

Em resumo…

No mercado de colchões existem diversos tipos de selos de qualidade. Por isso é importante você conferir detalhadamente o que eles dizem e principalmente quais são as entidades responsáveis pelos testes e garantir que você realmente está comprando um colchão de qualidade.

Agora que você já sabe o que é espuma selada, vai ser muito mais fácil encontrar o colchão perfeito para o seu quarto! Aproveite para conhecer o nosso guia com as melhores marcas de colchão.

Índice